terça-feira, 19 de setembro de 2017

O Príncipe Sedutor de Michelle Celmer

Opinião:
Um livro de bolso muito fácil de ler, uma história mais actualizada da Cinderela.
Jean é a típica trabalhadora e Ethan o Príncipe, eles encontram-se num baile e existe uma química entre eles.
Jean sabe que não pode ter nada com Ethan, mas mesmo assim resolve que naquela noite não quer saber e é a partir dai que a coisa complica.
Uma história gira e muito leve de se ler e boa para quem está farta dos livros grandes.
Peguei neste livro porque estava com dificuldade em ler o livro que tinha em mãos e ainda bem que o comecei a ler, pois foi bom para não enjoar as leituras.

Sinopse:
Será que o casamento ia inflamar ainda mais a paixão que ardia entre eles?Em condições normais, o príncipe Ethan nunca teria ido para a cama com uma funcionária do palácio, mas quando viu a plebeia Jean Elizabeth Pryce no baile, linda e irreconhecível, achou-a demasiado desejável para a ignorar.Passado algum tempo, descobriu quem realmente era e, pouco depois, veio a saber que estava grávida de um filho seu. A solução para evitar o escândalo era cortejá-la e, quem sabe, pedi-la em casamento…

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

As Horas Invisíveis de David Mitchell

Opinião:
Nem sei como hei-de descrever este livro, sinceramente para mim não tem ponta por onde se pegue...
Demorei um mês para o ler e cada vez que pegava nele, só pensava que queria fazer outra coisa.
Devia ter desistido dele, mas embirrei que queria ler e li, são mais de seiscentas páginas por isso podem imaginar como foi difícil para mim.
Acredito que houve pessoas que gostaram dele, mas eu não fui uma delas, mas posso dizer que as últimas vinte/trinta páginas foram as que mais gostei, principalmente foram as que percebi.
Apesar de não ter percebido nada da história, o final foi bonito, mas não foi definitivo, o que quer dizer que pode ter continuação...

Sinopse:
Holly Stykes foge de casa dos pais para viver com o namorado. Embora pareça uma típica adolescente inglesa, é propensa a fenómenos paranormais. Durante a fuga, conhece uma mulher estranha que a alicia com um gesto amável em troca de asilo. Décadas depois, Holly compreende por fim que espécie de asilo a mulher procurava…
Este thriller empolgante de David Mitchell, aclamado autor de Atlas das Nuvens, acompanha a vida atribulada de Holly numa série de eventos que se cruzam por vezes de maneira indizível, pondo-a no centro de uma intriga perigosa jogada nas margens do mundo e da realidade. Dos Alpes suíços da Idade Média ao interior australiano do século XIX, culminando num futuro próximo distópico, As Horas Invisíveis é um romance caleidoscópico que nos oferece uma alegoria do nosso tempo.

Escrito na Água de Paula Hawkins

Opinião:
Começo por dizer que ainda não li nada da Paula Hawkins por isso não tenho uma opinião formada, apesar de já ter ouvido falar muito bem dela e de ter o outro livro para ler.
Quando comecei o livro, não fiquei com uma boa impressão, achei que ia ser confuso pois tinha muitas personagens.
Continuei e ainda bem, pois mais para a frente, o livro torna-se muito interessante e apesar de ter muitas personagens, elas interligam-se e acaba por se apanhar e perceber a história.
Não achei que era um livro surpreendente mas um bom livro, que se lê muito bem e até bastante interessante.

Sinopse:
Um thriller intenso, da autora do bestseller mundial A Rapariga no Comboio
CUIDADO COM AS ÁGUAS CALMAS. NÃO SABEMOS O QUE ESCONDEM NO FUNDO. 
Nel vivia obcecada com as mortes no rio. O rio que atravessava aquela vila já levara a vida a demasiadas mulheres ao longo dos tempos, incluindo, recentemente, a melhor amiga da sua filha. Desde então, Nel vivia ainda mais determinada a encontrar respostas.
Agora, é ela que aparece morta. Sem vestígios de crime, tudo aponta para que Nel se tenha suicidado no rio. Mas poucos dias antes da sua morte, ela deixara uma mensagem à irmã, Jules, num tom de voz urgente e assustado. Estaria Nel a temer pela sua vida?
Que segredos escondem aquelas águas? Para descobrir a verdade, Jules ver-se-á forçada a enfrentar recordações e medos terríveis há muito submersos naquele rio de águas calmas, que a morte da irmã vem trazer à superfície.
Um livro profundamente original e surpreendente sobre as formas devastadoras que o passado encontra para voltar a assombrar-nos no presente. Paula Hawkins confirma, de forma triunfal, a sua mestria no entendimento dos instintos humanos, numa história com tanta ou maior intensidade do que A Rapariga no Comboio.

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

A Origem do amor de Manda Collins

Opinião:
Gostei desta história, fácil de ler, bastante divertida, mas  começou de uma maneira bastante esquisita para um romance... Um assassinato.
Quem diria que os romances também tinham crimes, foi um assassinato para proteger (por amor), mas não deixa de ser esquisito na mesma.
Fiquei intrigada para ler o resto os restantes volumes, também serão assim tão desafiadores?
Isabella faz qualquer coisa por amor à sua irmã, até ceder à chantagem da sua madrinha e é assim que se vê a caminho do campo.
Isabella que adora a cidade, não se vê no campo, mas a sua madrinha "pediu-lhe" para ir convencer o seu neto, a vir para a cidade cumprir os seus deveres.
Trevor adora o campo e as suas irmãs e por nada deste mundo quer ir para Londres, por isso Isabella vai ter um grande desafio pela frente.
Um livro muito divertido e que se lê muito bem, adorei e fartei-me de rir com ele. Um romance fora do vulgar.

Sinopse:
Por vezes, o amor verdadeiro…
A vida de Lady Isabella Wharton é tremendamente preenchida: desde bailes a almoços, não lhe falta o que fazer em Londres. Por isso, é a contragosto que aceita a sugestão da madrinha de ir visitar o seu neto solteiro no campo e persuadi-lo a regressar à cidade. 
Surge onde menos se espera…
Para Trevor Carey, duque de Ormond, não há nada que supere os prazeres simples da vida. Os salões de festa londrinos estão longe da sua lista de prioridades, até ao dia em que conhece Isabella. Pois os ares do campo parecem despertar naquela criatura presunçosa uma nova mulher - mais intensa, mais apaixonada. Conseguirá ele enfrentar a sociedade e conquistar o coração de Isabella?

terça-feira, 12 de setembro de 2017

O Caçador de Sonhos de Laura Kinsale

Opinião:
Um livro diferente dos que habitualmente leio, mas bastante interessante e gostei de o ler.
Gosto da Zenia que luta contra o que deveria ser a sua vida, apesar de arriscar muito, pois se alguém descobrir que na realidade é uma mulher e não um rapaz, pode vir a ter muitos problemas.
Achei que teve algumas falhas, apesar de ter gostado bastante do livro. Achei que ela foi descoberta cedo demais, que se foi uma lutadora no deserto não devia ter sido uma pessoa fraca em Inglaterra.
Não a considero fraca, apesar de ser essa a imagem que transmite, considero que é uma mulher traumatizada e com os medos muito enraizados.
Lord Winter pareceu ser um aventureiro no deserto mas em Inglaterra era um homem com muita falta de confiança e devido a isso a história de amor entre estes dois é muito complicada.
Apesar de não ser um livro que considere espectacular, é um livro bastante bom.

Sinopse:
O aventureiro Lord Winter está determinado a encontrar e levar para o seu país uma égua lendária, que se diz estar algures na península árabe. Para tal, promete a um jovem e assustado beduíno que lhe pagará um bilhete para Inglaterra se ele servir de guia na sua busca. 
A dupla enfrenta as escaldantes areias do deserto numa travessia que encerra inúmeros perigos e que os une numa relação de feroz lealdade e confiança. Mas, escondida sob as vestes humildes do guia, está uma mulher: Zenia Stanhope, filha da extraordinária Rainha do Deserto. Zenia cresceu à sombra da mãe, uma mulher tirânica e egoísta, e não partilha com Lord Winter o gosto pela aventura. O seu único desejo é encontrar o pai em Inglaterra, e deixar para sempre a vida no deserto. Mas uma noite de terror vai unir - e mudar - irremediavelmente as suas vidas.
Quando, por fim, Zenia consegue fugir para Inglaterra, espera-a um mundo de elegância e conforto. Para trás fica o lorde solitário que conquistou o seu coração… até ao dia em que também ele regressa e invade o espaço por que ela tanto lutou.
Agora, Zenia terá de escolher entre conforto e amor. Terá ela a coragem de cumprir o seu destino?

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

O Caderno das Piadas Secas de Pedro Pinto/Gonçalo Castro/João Ramalhinho

Opinião:
Vou começar por dizer que comprei o livro para o marido, pois ele adora piadas secas e assim que espreitei um bocadinho, disse para mim mesma... Tens de ler.
Ainda bem que li, pois o livro está espectacularmente bom, adorei o aviso para irmos buscar um copo com água, adorei 90% das piadas, os outros 10% tive que ler de novo, pois eram secas de mais.
O livro está muito bem feito, com muita mistura... desde desenhos, páginas brancas e outras pretas, letras grandes e pequenas, com formatos e tamanhos diferentes.
Para mim o livro está quase perfeito... o único defeito que tenho a dizer é que acabou e eu queria mais.
Uma excelente aposta e já sigo a página do facebook destes rapazes super espectaculares.
Para quem gosta de piadas secas ou mesmo molhadas tem de ler este livro.

Sinopse:
Tem um copo de água à mão? Não? Então vá buscar… e vamos a isso! Numa entrevista de emprego: - Qual é a sua maior qualidade? - Sou rapidíssimo a fazer contas de cabeça. - A sério? Quanto é 77 × 269? - 43. - Ui, nem lá perto. - Sim, mas fui rápido. - Vou dormir, amo-te. - Eu também. - Também me amas? - Também vou dormir. - Conheces a piada do palerma que ficou à espera? - Não, diz. - Amanhã conto-te. Dos autores da página de Facebook «O Sagrado Caderno das Piadas Secas», com mais de 190 mil seguidores, esta obra-prima (ou será obra-sobrinha?) reúne 500 tentativas (muito secas) de ter graça. Vai ser de chorar e rir por mais….

Paixão e Traição de Maya Banks

Opinião:
Mais uma troca, este é o segundo volume e foi o terceiro livro lido por mim. Estou toda trocada, mas o que vale é que para além de as histórias se interligarem-se, é sempre baseado nas duas personagens, neste caso, Ryan e de Kelly. Fiquei com uma raiva do Ryan, então não acredita na miúda quando ela diz que foi violada pelo irmão? Nem mesmo nas atitudes dela quando ouve falar no nome do irmão? O moço está parvo só pode! Bom, lido rápido porque a história fica sempre interessante e que o que queremos é saber como é que acaba. Adoro estas histórias :D

Sinopse:
Porque é que ela não tinha levantado o cheque que lhe tinha dado?
Apesar da traição que tinha sofrido da sua noiva, o construtor Ryan Beardsley encarregou-se de ajudar economicamente Kelly Christian quando se livrou dela. Por isso ficou perplexo ao encontrá-la a trabalhar num sujo restaurante de Houston. Kelly parecia desesperada e estava grávida. 
Ainda não sabia se o pai era ele ou o seu irmão, Ryan tinha de a convencer a regressar a Nova Iorque com ele imediatamente. Queria fazê-lo pelo bem do bebé. E também porque, apesar de tudo, Kelly parecia-lhe cada vez mais irresistível…