sábado, 27 de maio de 2017

Isto Acaba Aqui de Colleen Hoover


Opinião: ~
Um livro muito bom, que foi lido num instante e com um tema bastante bom e sempre actual.
Adorei, mas sinceramente não consegue superar o 9 de Novembro, Colleen Hoover escreve muito bem e temas que mexem sempre com as pessoas e para mim é uma das minhas autoras preferidas neste estilo de escrita.
Aqui podemos ver a vida de Lily que sempre achou a mãe muito fraca, porque aturava os abusos do marido e não compreendia porque é que a mãe não deixava o pai.
Jurou nunca passar por isso, até ao dia em que conhece Ryle.
Será que o amor vale os sacrifícios, será que amar é isto? ?Até quando é que o nosso corpo aguenta?
Venham conhecer Lily e a sua história, vão se surpreender e adorar...

Sinopse:
O que te resta quando o homem dos teus sonhos te magoa? 
Lily tem 25 anos. Acaba de se mudar para Boston, pronta para começar uma nova vida e encontrar finalmente a felicidade. No terraço de um edifício, onde se refugia para pensar, conhece o homem dos seus sonhos: Ryle. Um neurocirurgião. Bonito. Inteligente. Perfeito. Todas as peças começam a encaixar-se.
Mas Ryle tem um segredo. Um passado que não conta a ninguém, nem mesmo a Lily. Existe dentro dele um turbilhão que faz Lily recordar-se do seu pai e das coisas que este fazia à sua mãe, mascaradas de amor, e sucedidas por pedidos de desculpa.
Será Lily capaz de perceber os sinais antes que seja demasiado tarde? 
Terá força para interromper o ciclo?

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Desejo Concedido de Megan Maxwell


Opinião: 
Mais um livro da Megan Maxwell que está uma maravilha e com mulheres super desafiantes.
Acho que este mês estou com bastante "sorte" pois muitos dos livros que tenho lido, tem como base mulheres fortes, guerreiras e que sabem o que querem e eu gosto muito de livros com personagens fortes.
Aqui temos duas irmãs (Megan e Shelma) que vivem em Inglaterra, que os pais morrem, os tios tentam livrar-se delas com um casamento e elas fogem para a Escócia e vão viver com o avô da parte da mãe. Para juntar à festa elas tem de proteger o irmão Zac que é pequeno e não são aceites em lado nenhum por terem sangue misturado e na altura Inglaterra e a Escócia são inimigas.
Elas vão ser "obrigadas" a casarem para estarem protegidas de quem as quer matar, mas se os futuros maridos pensavam que iam ter 2 esposas delicadas, estão muito enganas, pois elas foram criadas quase como rapazes e tem uma personalidade muito forte, são guerreiras habituadas a defenderem-se sozinhas.
Um livro com uma história muito engraçada e forte pois Megan, Shelma e Zac passam a vida a meter-se em alhadas e a defenderem-se uns aos outros, não esquecer que os maridos também não são flor que cheire... LOL
Venham conhecer esta história super gira e muito divertida, para mim um dos melhores livros que li dela e a continuação está quase a sair e eu estou ansiosa para a ler.

Sinopse: O romance é passado na Inglaterra do século XIV. Lady Megan Phillips - jovem muito bela e lutadora cuja vida não tem sido fácil, e , o highlander Ducan McRae, acostumado a chefiar exércitos, a comandar batalhas e a sair vitorioso de todas.
Esta nova série tem como protagonistas mulheres com um intrépido espírito guerreiro, que perseguem os seus ideais e conjuga o romance histórico com o erotismo.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Um Milhão de Prazeres Proibidos de C. L. Parker


Opinião: Como saber se gostamos de um Livro? Começamos a ler e quando damos por isso já acabamos... LOL.
Foi o que me aconteceu com este, li numa manhã e nem dei pelo tempo passar. Adorei tanto este livro, o primeiro foi melhor (pois é sempre o primeiro) e foi onde começamos a conhecer a história de Lanie e Noah e este é a continuação, mas para mim não ficou atrás.
Adorei todas as personagens e todas elas me marcaram de uma maneira ou de outra, posso dizer que aquelas raparigas não tem filtro quando abrem a boca e eu ri muito.
Sabem aquela altura em que estão tão concentrados no livro e quando olham para o lado estão todos a olharem para vocês porque parecem uma maluca a rir ou a chorar? Pois foi o que me aconteceu, de vez em quando dava com cada gargalhada que ficavam a olhar para mim, mas eu não me importo nada.
Uma boa continuação do primeiro livro e para mim com um bom final.
Adorei a maneira como Noah defende Lanie e a ajuda com a sua mãe doente, aceita os seus amigos e família e adorei como Lanie não desiste de Noah apesar das dificuldades.
Amei, adorei e com muita pena minha já não há mais, sei que não é um livro muito recente mas se gostarem de romance eróticos então estes dois livros são o máximo e vocês tem mesmo de ler.

Sinopse: Para a maioria das pessoas, dois milhões de dólares são uma fortuna. Para o multimilionário Noah Crawford, foi o dinheiro mais bem gasto da sua vida. Foi quanto bastou para comprar, num leilão, a virgindade de Lanie. E não só: no preço estava incluído a fidelidade absoluta, durante dois anos seguidos, da mulher mais bela e sensual que jamais conheceu. No entanto, quando o charmoso magnata descobre a verdadeira razão que levou Laine a vender-se, é obrigado a enfrentar a decisão mais difícil da sua vida - e libertá-la de todos os compromissos. Há prisões, no entanto, de onde ninguém quer escapar. Lanie sabe que estava presa a um contrato sem sentido. Mas sabe também que não concebe viver sem Noah - o que os une é muito mais do que um papel assinado, muito mais do que o sexo ardente que têm vivido desde que se conheceram…
Lanie toma uma decisão. Nada poderá afastá-los. Nem o terrível inimigo de Noah, que espreita a primeira oportunidade para destruir o rival; nem o tenebroso segredo que Noah insiste em não partilhar, nem mesmo com ela. Ela vai mostrar-lhe que pertencem um ao outro, mesmo que assim ponha em risco uma paixão que nunca poderá ser comprada ou vendida.

quarta-feira, 24 de maio de 2017

A Feira do Livro regressa a Lisboa (e traz novidades)

Histórias, um mural de ilustração, parkour, capoeira, mascotes, oficinas de reciclagem e muita música. Começa assim a 87.ª edição da Feira do Livro com o primeiro dia, 1 de junho, dedicado ao Dia da Criança.
2017 traz várias novidades. Na entrada sul (no Marquês de Pombal) vai estar um Fraldário, com muda-fraldas e um espaço para alimentação, e haverá também um Refrescão, área onde os animais vão poder descansar e beber água.
Pela primeira vez acontece a Portugal Cookbook Fair, entre os dias 1 e 4, com sessões de show cooking e as Conversas com Sabor, uma série de conversas entre autores de livros de alimentação e o público. Por lá vão passar Henrique Sá Pessoa, Justa Nobre e escritores internacionais. Haverá também uma entrega de prémios para os melhores desta área.
A Hora H regressa com descontos a partir de 50% na última hora de funcionamento do recinto (entre as 22 horas e as 23 horas), acontece de segunda a quinta-feira e começa a 5 de janeiro.
Este ano há dez participantes novos (são agora 122 espalhados por 286 pavilhões) e na zona de restauração mais de 40 opções, entre farturas, bifanas, cozinha vegetariana ou pratos italianos.
A iniciativa Dê Nova Vida ao Livro volta a promover a reutilização das obras e na entrada será possível deixá-las num pavilhão para serem doadas a instituições.
Os miúdos vão ter inúmeras atividades pensadas só para eles começando logo pelo primeiro dia, 1 de junho, mas há muito mais. Acampar com Histórias acontece pela terceira vez e as crianças dos 8 aos 10 anos vão passar a noite na Estufa Fria, em pleno Parque Edurado VII. Haverá peddy paper, leituras de histórias e jogos.
A Feira do Livro de Lisboa vai ter uma aplicação para Android e iOS com o mapa do recinto, a programação, os livros em destaque e as iniciativas. O espaço funcionará das 12h30 às 23 horas (segunda a quinta-feira), entre as 12h30 e a meia-noite (sexta-feira), das 11 horas à meia-noite (sábado) e das 11 horas às 23 horas (domingos e feriados).
A 87.ª edição prolonga-se até 18 de junho e é organizada pela APEL (Associação Portuguesa de Editores e Livreiros) numa parceria com a Câmara Municipal de Lisboa e com o apoio das Bibliotecas de Lisboa.
Consulte o programa completo no site oficial. 
Texto retirado do site NIT

Por Treze Razões de Jay Asher

Opinião:
Depois de já ter visto a série, resolvi ler o livro. Por acaso, emprestaram-me este livro e decidi que era uma boa oportunidade de ler o que já vi. Tornou-se um pouco confuso não é? Ora bem, posso dizer que o livro está diferente da série embora muita coisa está no livro como está na série. É de referir, que infelizmente é o que acontece, e que muitos pais pensam que a vida na escola é um mar de rosas. Só quem passou por algo semelhante é que dá valor à vida e também sabe que nem sempre é fácil. Como costumo dizer é mais fácil falar do que fazer. Reforço que o livro não é só sobre o suícidio mas sim sobre o bullying, o abuso sexual e também o facto de se sentir sozinhos. 

Sinopse:
Naquele dia quando Clay regressou da escola, encontrou à porta de casa uma estranha encomenda com o seu nome escrito, mas sem remetente. Ao abri-la descobre que, dentro de uma caixa de sapatos, alguém colocara sete cassetes áudio, com os lados numerados de um a treze. Graças a um velho leitor de cassetes Clay prepara-se para ouvi-las quando é sobressaltado pela voz de Hannah Baker de dezasseis anos, que se suicidara recentemente e por quem ele estivera apaixonado. Na gravação, Hannah explica os seus treze motivos para pôr fim à vida, que a cada um deles correspondia uma pessoa e que todas elas iriam descobrir na gravação o seu contributo pessoal para aquele trágico desfecho. 

Descobre-me de Maya Banks

Opinião:
É o último livro desta trilogia e posso dizer que adorei. Embora no início do livro tenha ficado um pouco confusa com as personagens mas rapidamente consegui inteirar-me e devorei o livro. Adoro a escrita da Maya Banks, envolve cada personagem até ao último detalhe. O que não gostei? Da rapidez em que se apaixonam e finaliza-se a história. É muita acção e pouco romance pelo menos foi o que eu achei, gosto que seja 50/50, para que seja um bom romance.

Sinopse:
Maya Banks, autora bestseller em Portugal, regressa com um romance erótico pleno de ação, ritmo e sensualidade. Uma trama intensa e apaixonante.

Polícias Sem História de Francisco Moita Flores

Opinião:
É um  outro olhar de algumas histórias que não sabemos e neste livro acabamos por descobrir como é a reacção de alguns polícias e também como sobrevivem. Algumas das histórias são inéditas até como conseguem resolver ou desvendar um caso de homicídio ou inclusive a revolta que também existe sobre as leis deste país. Não é uma das leituras preferidas mas é fácil de ler. Com este livro, confesso que não fiquei fan deste autor, mas pode ser que haja um outro livro que me cative mais. 

Sinopse:
Um olhar irónico sobre a vida do ponto de vista dos polícias e não só...
Teve o direito a votar e votou. O direito de comprar o carro a prestações e comprou. A adquirir casa com o juro bonificado e adquiriu. A ir ao médico e escolher se queria consulta com recibo verde e escolheu. Mas, sublimidade de todas as coisas sublimes, teve direito ao protesto e não protestou. A fazer greve e não fez. A revoltar-se contra a arrogância e preferiu o silêncio. A reagir à injustiça e quedou-se atormentado. A indignar-se contra a hipocrisia e morder a raiva até espirrar sangue. Foi solidário. Todos os domingos dava esmola a um mendigo e, ainda que por medo, nunca deixou sem gorjeta um arrumador de carros. Deus deu-lhe o nome de Ernesto. O Diabo fez dele polícia.